Quarta-feira, 11 de Julho de 2007

Curiosidades - Os Livros Japoneses no Século XIX

 

   Um vendedor de livros no Japão do século XIX interpelado por uma jovem (musumé). Xilogravuras de Utagawa Kunisada (1786-1865), também conhecido como Toyokuni III, da década de 1860.

   Estes pequenos livros (cerca de 17,8 x 11,7 cm) eram  tradicionalmente produzidos em papel de casca e polpa de amoreira (washi), sendo impressos com tinta obtida a partir de pigmentos naturais. Com a abertura do Japão ao exterior, a partir da década de 1850, os pigmentos sintéticos importados foram sendo utilizados com maior frequência, particularmente o pigmento que produzia o vermelho vivo.

   A impressão xilográfica era normalmente executada em policromia na página principal, que constituía a capa e cujo desenho habitualmente constituía também um díptico com outro volume (ver imagem abaixo; note-se a  mesma decoração de fundo e os livros que surgem no canto superior esquerdo), e em monocromia (neste caso em tons de azul, azuri-e)  na contracapa. A maioria dos volumes apresentava xilogravuras a preto e branco no interior, embora surgissem também volumes com policromia e gravuras a duas cores com diferentes tonalidades (uma técnica habitualmente conhecida na gravura ocidental pela sua designação francesa, degradé). Os volumes mais cuidados apresentavam ainda uma impressão em relevo nas capas, como se pode verificar nas imagens reproduzidas (técnica conhecida como  gauffrage, entre os peritos de gravura ocidentais).

 

 

    As imagens utilizadas no interior faziam-se na face de só uma folha, com o dobro do tamanho final do livro, a qual levava duas impressões distintas, lado a lado, sendo depois dobrada para assim se obterem duas páginas impressas. O verso dessas páginas não era colado, pelo que o aspecto habitual dos livros apresenta duas páginas impressas seguidas de duas páginas em branco. A abertura da folha dobrada, contudo, ficava virada para a costura do livro.

   Como se verifica pela costura evidente nas imagens, ao contrário do que acontece no ocidente a leitura inicia-se a  partir  daquilo que nós consideramos a última página do volume e efectua-se da direita para esquerda.

 

 

© Blog da Rua Nove

publicado por blogdaruanove às 22:24
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Fevereiro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29

.posts recentes

. Old Chap

. Le Sacré du Printemps

. Word of Mouth

. Still Skating Around...

. Volare...

. Ouranos

. Staccato

. E Va...

. E La Nave Va...

. The End

.arquivos

. Fevereiro 2012

. Fevereiro 2011

. Fevereiro 2010

. Outubro 2009

. Junho 2009

. Fevereiro 2009

. Outubro 2008

. Junho 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.tags

. todas as tags

.Visitas

blogs SAPO

.subscrever feeds