Quinta-feira, 11 de Outubro de 2007

Sob a Magnólia

 

   Sob a magnólia solitária, cerras as pálpebras, recordando o futuro. Sorris ao imaginar um sorriso cálido e leve, flutuando ao entardecer.

   Reclinas-te langorosamente na brancura calcária do banco, acariciando a ideia de essa brancura vir a ser, na sua rugosidade suave e morna, a tua perfeita e definitiva pedra tumular.

   Alheio ao ruído cavernoso do metro que se afasta, descerras lentamente as pálpebras vendo as magnólias no azul outonal do céu. Mas as vibrações subterrâneas sobem até ti, entranhando-se como verme em movimento. E tu, em uníssono, vibras também. Vibras até esquecer o futuro.

   Projectado para um outro universo, o teu olhar sobe para a árvore, misturando-se com o inebriante aroma colorido das magnólias. Rodopia  e vibra, esse olhar, ascendendo e levando-te para o sol.

   Dá-se uma explosão espantosa de intensa alegria e as tuas cinzas descem então, carinhosamente, sobre a brancura rugosa do calcário, envolvendo-o e deixando ali, serenamente, o teu epitáfio.

 

© Blog da Rua Nove

tags:
publicado por blogdaruanove às 20:48
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Fevereiro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29

.posts recentes

. Old Chap

. Le Sacré du Printemps

. Word of Mouth

. Still Skating Around...

. Volare...

. Ouranos

. Staccato

. E Va...

. E La Nave Va...

. The End

.arquivos

. Fevereiro 2012

. Fevereiro 2011

. Fevereiro 2010

. Outubro 2009

. Junho 2009

. Fevereiro 2009

. Outubro 2008

. Junho 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.tags

. todas as tags

.Visitas

blogs SAPO

.subscrever feeds