Terça-feira, 24 de Julho de 2007

Fotobiografia de Wenceslau de Moraes (17)

 

Vista panorâmica de Tokushima. Num postal endereçado a Maria Joaquina Campos em 18 de Agosto de 1913, Wenceslau de Moraes declarava: "Estou aqui [em Tokushima] em ferias, descançando; as cartas pª Kobe são-me aqui enviadas." Dois meses depois, num postal para a mesma destinatária, datado de 8 de Outubro,  já abordava claramente a sua situação:

 

   "Quer a minha Fidalguinha que eu lhe dê notícias minhas e da minha nova situação, que não percebe. Eu lhe conto, em poucas palavras. Eu andava ha muito tempo cahido em profundo abatimento, moral e physico, sem forças pª exercer o meu cargo e com um profundo aborrecimento por tudo, por todos e por mim mesmo. N'estas condições, fiz o melhor que tinha a fazer – retirei-me da scena. – Pergunta-me qual é a minha situação. Nenhuma; e desde setº, exonerado de tudo a meu pedido, não recebo do Governo um só real. Não sou nada e não tenho nada. Mas não fique com cuidado em mim: possuo recursos sufficientes para viver uma vida modestissima, que é a que mais me convem, n'este canto de provincia japoneza pª onde me retirei. Agora, não me convinha ir a Portugal; mas espero ahi voltar dentro de poucos annos, para resolver definitivamente o que devo fazer; e então terei a grande ventura de abraçal-a." 

 

 

Beach of Suma Near Kobe. Kobe, 8 de Janeiro de 1910 – Bilhete postal enviado por Wenceslau de Moraes para Maria Joaquina Campos, Lisboa.

 

   Neste postal, Wenceslau de Moraes refere-se a Ó-Yoné nos seguintes termos: "Quanto à minha cosinheira, Yone-san, ainda cá a tenho, sim; por signal, q cosinha bem mal." A inicial manuscrita visível na frente, que parece corresponder a um "W", corresponde na verdade a um "N", de Nicolau, designação afectuosa com que assinava os postais para esta sua correspondente.

 

© Blog da Rua Nove

publicado por blogdaruanove às 14:34
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 23 de Julho de 2007

Fotobiografia de Wenceslau de Moraes (16)

 

   Wenceslau de Moraes acompanhado de Ko-Haru, a mãe desta, Saito Yuki e as suas duas irmãs, Maruyé e Chyo-Ko. Logo após a morte de Ó-Yoné, Wenceslau mudou-se para Tokushima, passando a viver na rua Igamachi, acompanhado de uma sobrinha de Ó-Yoné, Ko-Haru Saitó. Sobre esta musumé pode ler-se a seguinte passagem, em Ó-Yoné e Ko-Haru (1923):

 

   "Era uma rapariga de Tokushima, de certo modo um vulto popular no bairro Tomidá, onde nasceu, onde cresceu, onde brincou, onde garotou, onde por ultimo certamente namorou; isto, durante vinte e trez anos a seguir – pois não foi mais além a sua existência de  garota – salvo um periodo de trez annos, durante os quaes esteve em Kobe, servindo como creada em minha casa. Vinte e trez annos apenas! Bem posto o nome de Ko-Haru, que nos traz logo á lembrança uma ephemera pseudo-primavera, que surge e passa breve..."

 

   Ko-Haru faleceu de tuberculose, em Outubro de 1916, no hospital Kokowa, em Tokushima.

 

 

The Tomb of Atsumori in Sumadera, Suma. Kobe, 7 de Janeiro de 1910 – Bilhete postal enviado por Wenceslau de Moraes para Maria Joaquina Campos, Lisboa.

 

   O último passeio que Ó-Yoné deu com Wenceslau de Moraes foi neste local, a 20 de Junho de 1912. Sobre essa visita, pode ler-se a seguinte passagem no supracitado livro:

 

   "Pouco a pouco, fômo-nos familiarizando com o logar a ponto de poisarmos, n'um gesto de caricia, as nossas mãos sobre o granito. E não era inteiramente banal – permitta-se-me que o confesse – o espectaculo que offereciam as nossas duas mãos amigas – a minha rude mão, quasi disforme, de loiro homem grande da Europa, a mão mimosa e miudinha d'aquella delicada filha do Nippon – afagando a epiderme escamosa e parda d'aquellas pedras tumulares..."

 

© Blog da Rua Nove

publicado por blogdaruanove às 12:32
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 16 de Julho de 2007

Fotobiografia de Wenceslau de Moraes (11)

 

   O-Tane San, a Senhora Semente, e O-Haru, a Senhora Primavera, as duas raparigas da Cháya de Nunobiki que Wenceslau de Moraes mencionou em Paisagens da China e do Japão (1906). Depois do encerramento da Cháya, O-Tane San desposou um compatriota e O-Haru faleceu de tuberculose. Wenceslau passou então a frequentar Suma e Nanko, para além de Nunobiki, a fim de consumir o seu chá na área envolvente dos templos. Regularmente, aos domingos saía de casa cerca das sete da manhã para ir almoçar a uma cháya, onde entre outras iguarias nipónicas consumia yakimuchi, os tradicionais bolos de feijão.

 

Foreign Concession, Kobe. Kobe, 2 de Junho de 1909 – Bilhete postal enviado por Wenceslau de Moraes para Maria Joaquina Campos, Lisboa.

 

© Blog da Rua Nove

publicado por blogdaruanove às 20:17
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Fevereiro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29

.posts recentes

. Fotobiografia de Wencesla...

. Fotobiografia de Wencesla...

. Fotobiografia de Wencesla...

.arquivos

. Fevereiro 2012

. Fevereiro 2011

. Fevereiro 2010

. Outubro 2009

. Junho 2009

. Fevereiro 2009

. Outubro 2008

. Junho 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.tags

. todas as tags

.Visitas

blogs SAPO

.subscrever feeds