Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Blog da Rua Nove

Blog da Rua Nove

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2011
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2010
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2009
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2008
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2007
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
07
Ago07

Termas e Águas Medicinais - Estoril

blogdaruanove

Contracapa da revista Panorama, número 4, Setembro de 1941.

 

A componente termal do Estoril, e da antiga Costa do Sol, é frequentemente esquecida, até porque o tratamento hidrológico era já na década de 1930 subestimado relativamente à frequência, e à suposta terapêutica, balnear das praias. Encontramos, assim, um registo de 158 aquistas em 1938, 151 no ano seguinte e 129 em 1940. A classificação das águas realizada em 1940 referia que as águas eram mesotermais, cloretadas e carbonatadas, muito radioactivas pelo radon.

 

Estabelecimento Termal na década de 1930.

 

Apesar deste declínio de frequência balnear, a Sociedade de Propaganda da Costa do Sol descrevia desta forma a estância termal, no início dos anos trinta:

 

   "A Costa do Sol possui também uma importante estância hidrológica-mineral: Estoril-Termas, com uma nascente de água minero-medicinal, termal, hipersalina, cloretada, sódica, magnesiana, sulfatada e bicarbonatada, cálcica e litínica, conforme classificação e análise oficial do Prof. Charles Lepierre.

   A Sociedade Estoril-Plage concessionária da nascente, fez construir junto à mesma, ao centro dum parque de estilo inglês, um magnífico balneário moderno, aberto todo o ano, sob a direcção de distintos médicos, para o aproveitamento terapêutico da nascente termal.

   O estabelecimento elegante, grandioso e confortável é dos mais importantes do país. Está dotado com as instalações mais modernas de uso terapêutico para aplicação de Calor, Luz, Electricidade, maçagem, gimnástica, etc., slientando-se entre elas como modelar a de Mecanoterapia.

   Neste Balneário tem-se obtido curas de reumatismo, de gôta, de circulação de sangue; doenças de senhoras, do aparelho gastro-intestinal, nevralgias, sciáticas, linfatismo; raquitismo infantil e doenças do aparelho circulatório, pelos banhos carbo-gasosos, idênticos ás de Royat e da Bad Nanheim."

  

 

Contracapa da revista Panorama, número 27, (sem indicação de mês) 1946.

 

© Blog da Rua Nove

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2011
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2010
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2009
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2008
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2007
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D