Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Blog da Rua Nove

Blog da Rua Nove

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2011
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2010
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2009
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2008
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2007
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
21
Dez07

Aspectos do Vidro em Portugal no Século XX

blogdaruanove

Copo com decoração do tipo "Mary Gregory", de provável manufactura estrangeira. Finais do século XIX.

 

   A decoração de vidro conhecida como "Mary Gregory" deve o seu nome à suposição de esta técnica ter sido iniciada nos Estados Unidos  por uma decoradora vidreira com este nome. Tal pressuposto veio a ser contestado posteriormente, havendo inúmeros exemplos que provam ter sido esta técnica comum a vários países, a partir do último quartel do século XIX, embora a maioria da produção seja atribuída à Boémia. 

   A decoração "Mary Gregory" caracteriza-se por apresentar desenhos a esmalte branco, com acentuado relevo,  representando essencialmente crianças mas também algumas personagens adultas. Muitas das peças apresentam-se em vidro colorido, embora se considere que os modelos primitivos terão sido provavelmente executados em vidro branco, transparente. É provável, pois, que esta decoração derive de uma imitação menos dispendiosa do vidro gravado e lapidado com retratos em camafeu, técnica que em Portugal foi executada no segundo quartel do século XIX pela fábrica da Vista Alegre.

   O reduzido grupo de especialistas que em Portugal se dedica ao estudo do vidro apresenta-se dividido quanto à existência desta técnica em Portugal, embora o Museu do Vidro da Marinha Grande exponha uma peça que os responsáveis do museu consideram ter sido executada em Portugal.

   A peça que abaixo se reproduz, provavelmente executada em Portugal, apresenta uma característica comum ao exemplar do Museu do Vidro da Marinha Grande – o facto de a decoração não ser executada totalmente a branco, apresentando o rosto colorido. Esta variante poderá ser, assim, uma característica específica da produção "Mary Gregory" portuguesa, se efectivamente ela existiu. Como é óbvio, esta peça vem consubstanciar a hipótese de tal técnica ter sido, de facto, executada em Portugal.

   Consulte algumas informações sobre o Museu do Vidro da Marinha Grande em http://www.visitportugal.com/NR/exeres/753C1B20-6C94-4A34-914B-9C315AABF8A1,frameless.htm e obtenha informações mais desenvolvidas sobre o vidro e o espólio do museu em http://br.geocities.com/omnco/.

 

Copo com decoração do tipo "Mary Gregory", de provável manufactura portuguesa, com a inscrição a dourado "Lembrança da Primeira Commúnhao". Princípios do século XX.

 

© Blog da Rua Nove

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2011
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2010
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2009
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2008
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2007
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D