Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Blog da Rua Nove

Blog da Rua Nove

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2011
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2010
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2009
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2008
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2007
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
23
Out07

Termas e Águas Medicinais - Entre-os-Rios

blogdaruanove

Copo graduado de "10 a 120 Grammas", com a inscrição "Entre-os-Rios / Torre". Início do século XX.

 

   O alvará de concessão destas águas, situadas na Quinta da Torre, foi atribuído a 13 de Setembro de 1894, tendo transitado a 6 de Maio de 1905 para a Sociedade das Águas de Entre-os-Rios.

   Estas águas, classificadas em 1940 como sulfúreas sódicas, muito radioactivas pelo radon e hipotermais, eram na época recomendadas para as afecções das vias respiratórias. Nesse ano, o director clínico era Eduardo Machado Correia de Barros.

   Ainda em 1940, 80% dos doentes efectuaram tratamento das vias respiratórias, incluindo-se nestes 27% de asmáticos, 12% efectuaram tratamento de flebites e os restantes 8% tratamento de reumatismos e afecções diversas.  

   Em 1938 foram captados 444 litros de água e frequentaram as termas 346 aquistas. No ano seguinte, captaram-se 632,5 litros e registaram-se 260 aquistas. Em 1940 captaram-se 302,5 litros e registaram-se 253 aquistas.

 

© Blog da Rua Nove

09
Out07

Termas e Águas Medicinais - S. Vicente

blogdaruanove

Bilhete postal de editor não identificado. Década de 1910 ou 1920.

 

   O alvará de concessão das Termas de S. Vicente, também denominadas do Campo da Junqueira ou do Lameiro dos Lodos, foi estabelecido em 24 de Dezembro de 1901, tendo sido transferido em 7 de Maio de 1927 para António Amorim Lopes Coelho.

   Estas águas foram classificadas em 1940 como sulfúreas sódicas e pouco radioactivas pelo radon, sendo particularmente indicadas para doenças do aparelho respiratório.

   No mesmo ano, o director clínico era José Pinto Lopes de Amorim, tendo como médico adjunto José António Barbosa Júnior.

   Em 1938 frequentaram estas termas 1.103 aquistas, no ano seguinte 1.080 e em 1940, 1.115. Neste último ano, os tratamentos efectuados corresponderam às seguintes terapias – faringites, laringites e rinites, 34,8%; bronquites, 32,1%; asmas, 17,7%; sífilis, 5,7%; reumatismos, 5%; doenças do útero e anexos, 2,9%; e doenças de pele 1%, sendo os restantes 0,8% relativos a doenças de circulação e sistema nervoso.

 

© Blog da Rua Nove

  

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2011
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2010
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2009
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2008
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2007
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D